A 54ª edição do SPFW marcou o retorno de uma moda nacional potente, versátil, experimental e colaborativa, provando que a criatividade brasileira dá muito pano para manga!
A curvatura
Lenny Niemeyer – Foto: Henrique Butcher
Lenny Niemeyer retorna à São Paulo para seu desfile de alto verão, que combina a excelência da marca com o design arrojado de Leandro Benites – dobradinha que deu muito certo!
A versatilidade
Apartamento 03 – Foto: Divulgação
Bazaar ama uma boa alfaiataria, e essa temporada contou com ótimas propostas que vão do dia a dia (com tecidos mais leves e práticos) a opções brilhantes para a noite.
A fetichista
Walério Araújo – Foto: Henrique Butcher
Rendas diretamente na pele também dominaram as passarelas deste SPFW. De lingeries de ares esportivos ao vestido “viúva safada”, com direito à máscara, a estética hot é uma aposta certeira.
A aniversariante
Ellus – Foto: Henrique Butcher
50 anos em um mercado hipercompetitivo é para poucos, e Adriana Bozon e Nelson Alvarenga têm muito o que comemorar. Ellus segue fiel ao seu DNA jovem e disruptivo. Ótimo street com peças-fetiche e brilhos noturnos.
A ancestral
Isaac Silva – Foto: Divulgação
Isaac Silva, que sempre nos proporciona verdadeiros shows em seus desfiles, desta vez retorna às suas raízes de matriz africana e à toda a religiosidade que a compõe para criar shapes simples e democráticos.
A manual
Patricia Viera – Foto: Divulgação
Patricia Viera abriu o SPFW com seu trabalho rico e impecável de pastilhado em couro. Os globos de discoteca inspiraram os bordados espelhados, que deram muita luz e brilho a silhuetas que passeiam pelas décadas de 1960 a 1980, fontes de inspiração constante da estilista.
A cartela
Misci – Foto: Henrique Butcher
Mentes extremamente criativas como as de Rafaella Caniello e Airon Martin, da Neriage e Misci, respectivamente, nos provocam até mesmo quando pensam em suas cartelas de cores. Por que não apostar no dual terrosos + azul bic para eletrizar seu look? Por aqui, amamos a dobradinha.
A indefectível
À la Garçonne – Foto: Henrique Butcher
À la Garçonne segue provocativa e surpreendente. Explora diferentes silhuetas e une o vintage à alfaiataria clássica, que ganha contornos esportivos/militares. Mas, com toques hipersexy, como fendas reveladoras.
A confortável
A. Niemeyer – Foto: Henrique Butcher
A pesquisa de materiais e o estudo de proporções da A. Niemeyer é o que mais nos encanta nas coleções da marca. Jacquards gráficos, tricôs acolhedores e as pescoçeiras, sempre um hit, transbordam encantamento.
A imediata
Lilly Sarti – Foto: Agência Fotosite
Lilly Sarti aposta em uma coleção para usar já! Com suas peças nas araras de forma intencional, o foco da vez é expor conceito, olhar e muitas texturas para este verão, provando que o see now buy now segue em alta.
O post Moda nacional: 10 coisas que amamos para 2023 apareceu primeiro em Harper’s Bazaar » Moda, beleza e estilo de vida em um só site.