fique ligada!

Hi, what are you looking for?

Ligada nas DicasLigada nas Dicas

Notícias

Nutróloga Cris Coelho dá 6 dicas de alimentação para um bom desempenho em corridas de rua

nutrologa-cris-coelho-da-6-dicas-de-alimentacao-para-um-bom-desempenho-em-corridas-de-rua

A nutróloga Cris Coelho – Foto: Divulgação
As corridas de rua têm sido cada vez mais procuradas por atletas, esportistas e amantes de uma vida mais saudável. Quanto maior a prova, maior também será a exigência do preparo, tanto no âmbito físico e mental, como na alimentação.
Cuidar da alimentação tanto no pré quanto no pós treino é crucial. Com treinos e competições, especialmente quando começam a ficar mais intensos, há um aumento na produção de radicais livres e marcadores inflamatórios, que contribuem com a fadiga muscular, diminuição da massa magra e dores nas articulações. Para minimizar esses efeitos, é necessário focar em uma alimentação assertiva e pensar não somente no resultado, mas na importância de manter um padrão saudável, pois, afinal, participar da corrida já é uma vitória!
Veja abaixo seis dicas da nutróloga Cris Coelho para aplicar no dia a dia e manter uma alimentação assertiva, para o corpo e a mente, antes e depois da Wings for Life World Run, que chega a sua 10ª edição em maio.
Pré-treino
Suprir o estoque das células musculares e do fígado é a proposta deste período. Por isso, alimentos como mandioca, batata doce, cereais integrais, como aveia e arroz integral devem fazer parte das refeições ao longo do dia, principalmente no pré-treino, até duas horas antes de iniciar a atividade.
Hidratação
A hidratação é valiosa, antes, durante e depois da corrida, pois as células utilizam água o tempo todo. A hidratação se dá com a frequência e não pelo volume somente. Assim, cada pessoa deve ter em mente iniciar as atividades já com a ingestão de 500ml de água, 2 horas antes do início das atividades, e fazer a hidratação a cada 15 a 20 minutos, com pequenos volumes.
No final, indica-se repor a mais 50% do total eliminado – ou seja, se o indivíduo pesou 1kg a menos depois do treino ou prova, o volume a ser reposto deve ser 1,5 litros de água em até 6 horas depois do final. Quanto ao uso de bebidas isotônicas, há recomendação para casos específicos, dependendo do condicionamento físico, tempo de treino e tipo de clima, pois essas bebidas são ricas em Na (sódio) e K (potássio), minerais que, em alguns casos, podem precisar de reposição.
Oxigênio para as células
Existe um aumento do consumo de oxigênio muscular durante o exercício e, por isso, o ferro mineral existente nas carnes, aves, peixes, gema de ovo, feijões e nas hortaliças verdes deve estar presente na alimentação prévia. Esse mineral exerce papel na oxigenação e quanto mais ferro entregarmos para o corpo, deixaremos a hemoglobina – parte celular que faz a troca de oxigênio – com bom funcionamento.
Por outro lado, existem substâncias como os nitratos naturais, encontrado na beterraba, que se transformam em óxido nítrico e ajudam na “economia” do oxigênio utilizado durante o exercício, pois o sistema cardiorrespiratório se beneficia desta substância e exige menos trabalho para levar o oxigênio para os músculos durante o exercício. Portanto, aposte nestes alimentos!
Proteínas
As proteínas têm inúmeras funções no organismo, desde a recuperação muscular e da massa óssea, síntese de hormônios corporais que equilibram a fisiologia, síntese de células de defesa até enzimas que impactam no metabolismo. O valor de consumo deste nutriente é individual, podendo variar de 1 a 3g/Kg de peso, distribuídos nas refeições ao longo do dia, de acordo com o peso, fisiologia e tipo de treino.
Há planejamentos para onívoros e veganos que incluem tanto grupo de carnes, laticínios e ovos, quanto os grupos dos feijões, onde há uma ênfase para a ervilha, grão-de-bico e soja de boa qualidade e a necessidade de complementar com oleaginosas como castanhas e sementes como linhaça, chia, sementes de girassol e abóbora.
Alimentos anti-inflamatórios
O desgaste causado nos tecidos e células por períodos de treinos, deve ser controlado por alimentos que contenham substâncias com propriedades anti-inflamatórias, como gengibre, cúrcuma, peixes ricos em ômega 3 (como salmão, truta e arenque), sementes de chia e azeite de oliva extravirgem, que têm papel de recuperação muscular. Tanto o gingerol encontrado no gengibre e o ômega 3 nos peixes, chia e azeite de oliva extravirgem, ajudam no controle da dor muscular.
Alimentos antioxidantes
Os alimentos antioxidantes, como frutas ricas em vitamina C e fitoquímicos como antocianinas e flavonóides encontrados nas frutas roxas e vermelhas, como jabuticaba, mirtilo, morango, amora, cereja e framboesa, neutralizam os efeitos dos radicais livres gerados pelo esforço físico e contribui com a melhora do sistema imunológico, permitindo assim um aumento da performance.
Para garantir o desempenho durante os treinos e no dia da prova, é interessante evitar bebidas alcoólicas, doces concentrados em açúcares, preparações ricas em gorduras, como frituras, e alimentos que irritam o trato gastrointestinal, como pimentas. O excesso de álcool, açúcar e gordura leva o organismo a um estado pró inflamatório, prejudicando o rendimento, a hidratação e até a concentração. A pimenta e temperos em excesso irritam a mucosa tanto do estômago como do intestino, alterando a digestão dos alimentos e podendo alterar o funcionamento intestinal, com má digestão e absorção.
Neste ano, a corrida chega a sua 10ª edição no dia 7 de maio, primeiro domingo do mês. As inscrições para participar estão abertas no site oficial.
O post Nutróloga Cris Coelho dá 6 dicas de alimentação para um bom desempenho em corridas de rua apareceu primeiro em Harper’s Bazaar » Moda, beleza e estilo de vida em um só site.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Lifestyle

Natural ou normal?!FreePik Quando nascemos, temos uma total aceitação do que somos… aos poucos, vamos tomando contato com impressões do meio externo sobre nós…...

Moda

Especialista explica como incorporar o brilho nos seus looks do dia a dia e transformá-los em produções fashion

Gastronomia

Conheça fatos interessantes e curiosidades sobre a pipoca, esse alimento tão amado por todos na hora de um cineminha

Lifestyle

Lixão do Atacama recebe primeiro desfile de moda para alertar sobre descarte incorreto de roupasMaurício Nahas A iniciativa faz alusão ao que o universo...