fique ligada!

Hi, what are you looking for?

Ligada nas DicasLigada nas Dicas

Notícias

Musical “Wicked” volta aos palcos brasileiros com Fabi Bang e Myra Ruiz

musical-“wicked”-volta-aos-palcos-brasileiros-com-fabi-bang-e-myra-ruiz

Foto: Divulgação
Antes de prosseguir com a leitura, faça uma pausa. Vá ao YouTube e pesquise “Desafiar a Gravidade”, recorte do momento exato em que Myra Ruiz se despede dos palcos do Teatro Renault, na montagem de “Wicked”, nos idos de 2016. Gritos, cantoria, aplausos tomaram conta da plateia, em um vídeo com mais de cem milhões de visualizações. Para alguém desavisado, a atmosfera é a mesma de um show de rock, e não de uma peça musical. Esse é o impacto do espetáculo no coração de milhares de espectadores brasileiros há seis anos.
SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM
A peça está voltando aos palcos do Brasil e a catarse eternizada online prova: essa obra ainda segura o mesmo lugar no coração de seus fãs depois de todo esse tempo. “Só por falar ‘Wicked’, Myra e Fabi, 30 mil ingressos foram vendidos,” conta, sorrindo, o produtor Vinícius Munhoz do outro lado da tela, em um camarim do Teatro Santander, em São Paulo, enquanto os ensaios para a mais nova produção estavam rolando a todo o vapor.
A adaptação é baseada no livro de Gregory Maguire e conta a história da amizade improvável entre a Bruxa Boa do Norte, Glinda (Fabi Bang), e a Bruxa Má do Oeste, Elphaba (Myra Ruiz), em uma releitura do que realmente ocorreu por trás da história de Dorothy em “O Mágico de Oz”. Estreado inicialmente em 2003, na Broadway, o musical se mostrou um sucesso estrondoso quando abriu para o público paulistano em 2016 – e foi, consequentemente, como Bang e Ruiz se consagraram como dois grandes nomes no teatro musical brasileiro.
Fabi, que recentemente reprisou o papel de Ariel na montagem de “A Pequena Sereia” no mesmo palco, relembra como “Wicked” foi a sua primeira chance de protagonismo e, por esse motivo, torcia para poder contracenar com alguém passando pela mesma emoção. Essa pessoa era Myra. “Comecei a torcer por ela nesse sentido, mas logo imediatamente fomos nos conectando e criando a nossa química – a nossa conexão e a nossa história,” conta a atriz. Seu par diz ter sentido a mesma sensação, descrevendo essa torcida como algo inexplicável, como se tivesse alguma força maior dizendo: as duas foram feitas para os papéis de melhores amigas. A atriz, que recentemente estrelou como o papel principal de Evita nos palcos paulistanos, lembra de ter encontrado Fabi após a sua última audição e questionar se elas seriam as escolhidas. Dito e feito: Fabi e Myra foram escaladas novamente como as vilãs-transformadas-em-amigas, Glinda e Elphaba.
A conexão das protagonistas provou ser forte o bastante para conquistar o coração de milhares de fãs. “Muitas pessoas se conectaram com as pessoas físicas Myra e Fabi, não só com o espetáculo,” conta Munhoz quando questionado sobre a decisão de retornar as duas estrelas ao espetáculo.
Segundo o produtor, não era esse o plano inicialmente. “Difícil pensar em outras pessoas que fariam ‘Wicked’ tão bem como elas fizeram”. Esse, inclusive, foi um papo entre as atrizes antes de aceitarem reviver os papéis. Como todo e qualquer emprego, o mundo do teatro musical vive de sementes plantadas, de “e se?” e novidades ainda não confirmadas. Quando a notícia começou a espalhar sobre uma nova produção de “Wicked” a caminho, foi inevitável que as duas pessoas as quais tiveram suas vidas mudadas pelo espetáculo questionassem os seus papéis em meio a tudo isso. “Não faria esse projeto sem você, entendeu? Não estaria nesse jogo se você não entrasse junto comigo, então era até uma condição”, lembrou Fabi dos momentos de quando ainda só se escutava um burburinho sobre o possível retorno. “Não pelo apego de querer fazer igual ao anterior, mas pela conexão de uma com a outra e com essas personagens”, complementou Myra. “Existem outras atrizes maravilhosas que fariam a Glinda [personagem da Fabi] comigo, mas eu não arriscaria.”
A novíssima montagem será bem diferente da réplica da Broadway feita aqui sete anos antes. Vinícius Munhoz falou sobre a necessidade de um novo olhar para essa história icônica, que partiu do próprio compositor da peça, Stephen Schwartz. O criador sentiu uma necessidade de dar um upgrade na história, produzida vinte anos atrás. E, surpreendentemente, ainda se mostra atual.
Mesmo com um filme estrelado por Ariana Grande e Cynthia Erivo em produção, a necessidade era ainda mostrar a novidade onde a obra nasceu: nos palcos. Utilizando recursos tecnológicos e nuances de movimentos sociais pós-modernos, essa produção tem tudo para ressignificar essa história de novo e ganhar os espectadores. “Trazer as mesmas músicas, as mesmas intenções e encontrar uma nova respiração para elas é nosso grande desafio”, conta Fabi Bang. A nova temporada de “Wicked” fica em cartaz até 25 de junho, no Teatro Santander, em São Paulo.
O post Musical “Wicked” volta aos palcos brasileiros com Fabi Bang e Myra Ruiz apareceu primeiro em Harper’s Bazaar » Moda, beleza e estilo de vida em um só site.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Lifestyle

Natural ou normal?!FreePik Quando nascemos, temos uma total aceitação do que somos… aos poucos, vamos tomando contato com impressões do meio externo sobre nós…...

Moda

Especialista explica como incorporar o brilho nos seus looks do dia a dia e transformá-los em produções fashion

Gastronomia

Conheça fatos interessantes e curiosidades sobre a pipoca, esse alimento tão amado por todos na hora de um cineminha

Moda

Está em busca do que vestir no Lollapalooza? Inspire-se nestas ideias de looks para montar seu visual