fique ligada!

Hi, what are you looking for?

Ligada nas DicasLigada nas Dicas

Notícias

MIS celebra Tina Turner com uma viagem para o futuro

mis-celebra-tina-turner-com-uma-viagem-para-o-futuro

Tina Turner em 1971 – Foto: Bob Gruen
É difícil colocar a grandiosidade de Tina Turner em palavras. A mulher que ela foi e ainda é virou uma fonte de inspiração e coragem para tantos que tentar resumir a sua trajetória em um parágrafo introdutório é uma tarefa impossível.
Vamos aos fatos: ela iniciou a sua carreira em um grupo musical de R&B com seu ex-marido, Ike Turner, chamado Ike & Tina Turner. Após dezesseis anos de parceria, ela o deixou e desvendou ao mundo que sofria abusos físicos, sexuais e psicológicos durante o casamento.
Aos quarenta anos de idade, se reinventou como artista e atingiu o estrelato completo como uma estrela de rock. Desde então, Tina Turner é conhecida como a Rainha do Rock ‘n’ Roll. Mas essa é apenas uma lista de acontecimentos e conquistas (por mais que incríveis) que não conseguem traduzir Tina como um todo.  
O incrível sobre Tina é que há muito mais por dentro dessa carreira maravilhosa. Ela não é apenas alguém que, de vez em quando, reconhecemos no rádio; não é mais uma diva que amamos relembrar pela nostalgia de admirar aqueles que um dia foram deuses. Tina Turner é eterna. A fusão de seu passado conturbado, seu talento insano e seu amor imenso a transformaram em uma força difícil de ser definida.
O MIS está se colocando na frente desse obstáculo em sua próxima exposição “Tina Turner: Uma Viagem para o Futuro”, com objetivo de aproximar a cantora às gerações de hoje e mostrar o quão contemporâneas são as questões que ela levantou mais de quarenta anos atrás.  
“Essa é a nossa pequena aspiração: você conseguir enxergar Tina na sua totalidade,” contou Adriana Couto, jornalista que está fazendo a curadoria da exposição. “Nem só a diva e nem só a mulher sofredora – ela é uma junção de tudo. Tina tentou mostrar isso em sua carreira toda e estamos tentando, nessa exposição, integrar todas as faces da Tina para o público ter uma visão um melhor e mais próxima dela.” 
Tina Turner em 1987 – Foto: Bob Gruen
Adriana, em uma conversa exclusiva para Bazaar, não se conteve ao mostrar a sua admiração pela cantora – e como poderia? Após ver a sua vida desmoronar nas mãos de um casamento abusivo no final dos anos setenta, Tina virou a página e em meados dos anos oitenta já estava enchendo estádios mundialmente.
O seu show no Rio de Janeiro em 1988, aliás, ainda continua sendo o show com maior público pagante de uma artista feminina na história da música e vai ter um destaque especial no MIS. “Tem um momento [do show] em que ela está no palco dançando com sambistas e você vê que ela está totalmente enlouquecida com o Brasil; nesse período de retomada da cultura a Tina Turner conversa com a gente mostrando essa força da liberdade no palco e da superação.” 
A curadora ainda acredita que Tina pode abrir uma conversa mais ampla sobre o papel da mulher negra em nosso país: “o Brasil é um lugar onde as mulheres negras são muito violentadas, mas é também um lugar que está aprendendo a ouvir e admirá-las pela sua força.” Uma figura como Tina, que não só tomou conta da sua vida como também da sua carreira após muito tempo sendo ditada por outros, é um legado importante que pode ser imprimido na cultura brasileira e conectado com as nossas próprias heroínas negras. “A gente precisa dessa sororidade para seguir em frente nesses tempos difíceis,” comentou Adriana. 
Além de conteúdos imersivos e mostras audiovisuais, a exposição contará com fotos de quatro dos fotógrafos mais importantes da história da música: Ebet Roberts, Bob Gruen, Lynn Goldsmith e Ian Dickson. Segundo Adriana, esses são artistas que conseguiram acompanhar a Tina em vários momentos da carreira e, por isso, ampliam Tina para além da diva do palco que todos conhecemos. Alguns dos clics mostram Tina no backstage, em casa e em seus momentos de criação justamente para entendermos o que faz de Tina Turner essa figura tão emblemática e icônica.  
Os shows, contanto, não são algo que a exposição foge de forma alguma – poderemos ver durante a trajetória criada pelo MIS cenas desde os anos sessenta até os anos noventa da Rainha do Rock ‘n’ Roll em seus momentos mais brilhantes. “A gente quer que você entre no palco com a Tina,” brinca Adriana. “Em alguns momentos da exposição, a gente chega a provocar isso.”  
Tina Turner em 1976 – Foto: Bob Gruen
Ebet Roberts, uma das fotógrafas que teve a oportunidade de tirar fotos de Tina em seus shows, contou para a Bazaar que seus momentos com a cantora eram eletrizantes e memoráveis. “Fotografar alguém é uma experiência íntima – tento sair da minha mente consciente e apenas trabalhar em um nível intuitivo ou subconsciente,” explicou ela. Sobre sua experiência com Tina, Ebet disse que era possível capturar a sensação de sua beleza e alegria de cantar; e que amou poder acompanhar a sua evolução como mulher e artista. 
“Tina Turner: Uma Viagem para o Futuro” tem como um de seus objetivos iniciar conversas entre gerações – por isso o título. Tina, afinal, conseguiu desencadear conceitos inovadores para o seu tempo e servir como pioneira de muitos tópicos que estamos até hoje lutando a favor. “Ela conseguiu romper esse lugar de uma cantora negra de R&B e ir para outros públicos por pura força de vontade e talento,” conclui Adriana Couto.
“Tina Turner: Uma Viagem para o Futuro”, de 04 de maio a 09 de julho
MIS: Av. Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo. Tel. (11) 2117-4777

 

O post MIS celebra Tina Turner com uma viagem para o futuro apareceu primeiro em Harper’s Bazaar » Moda, beleza e estilo de vida em um só site.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Lifestyle

Natural ou normal?!FreePik Quando nascemos, temos uma total aceitação do que somos… aos poucos, vamos tomando contato com impressões do meio externo sobre nós…...

Gastronomia

Conheça fatos interessantes e curiosidades sobre a pipoca, esse alimento tão amado por todos na hora de um cineminha

Moda

Especialista explica como incorporar o brilho nos seus looks do dia a dia e transformá-los em produções fashion

Lifestyle

Lixão do Atacama recebe primeiro desfile de moda para alertar sobre descarte incorreto de roupasMaurício Nahas A iniciativa faz alusão ao que o universo...