fique ligada!

Hi, what are you looking for?

Ligada nas DicasLigada nas Dicas

Casa e Decoração

Joali Being: primeiro resort com foco wellness das Maldivas

joali-being:-primeiro-resort-com-foco-wellness-das-maldivas

Matheus Evangelista no Joali Being – Foto: Divulgação
Por Matheus Evangelista
Existem lugares no mundo que ficam marcados por sua especificidade turística, como o melhor destino para mergulhar, o país com as melhores trilhas e escaladas; cidades com os prédios mais altos do mundo, outras que atraem pela tecnologia e, claro, aqueles que sempre relacionamos com lua-de-mel, no caso, as Maldivas.
Destino de dez entre dez casais, o arquipélago é formado por 1.196 ilhas paradisíacas e não é difícil imaginar por que os recém-casados escolham esse destino. Por isso, minha surpresa ao embarcar para o outro lado do mundo – solteiro, veja bem! – para conhecer o Joali Being, o primeiro wellness retreat do país.
O deck da piscina do Joali Being – Foto: Divulgação
Com foco em uma viagem de bem-estar e reconexão com você mesmo, o resort se destaca por ser destino dos chamados solo travelers, que assim como eu, querem descansar o corpo e a mente no que podemos chamar de um modern cleasing.
Os primeiros minutos na ilha são de contemplação, claro. É como se o paraíso realmente existisse e fosse ganhando diversos upgrades de corpo e alma ao longo dos sete dias do meu programa de imersão, que já começa a partir de uma consulta médica e um exame bioenergético que tem como principal objetivo avaliar diversas áreas do meu corpo, como pulmão, fígado e coração.
Vista para o mar turquesa e seus diversos tons – Foto: Divulgação
Com indicações precisas do que está bem e do que precisa de atenção, o médico me apresenta quatro possíveis caminhos de tratamento e que irão nortear desde minha alimentação até minhas atividades na ilha pelos próximos dias: mente, microbioma, pele e energia – escolhi mente porque, de fato, estava exausto do mundo fora daquele retiro de bem-estar imersivo e precisava, enfim, de descanso. Outros possíveis tratamentos englobam desde força e vitalidade e bem-estar, reequilíbrio digestivo e de peso e sono restaurador.
A ilha conta com 33 vilas de praia, as chamadas Beach Villas; e 35 vilas sobre a água, as Water Villas, e foi em uma dessas que me hospedei. Com piscina privativa e decoração que privilegia materiais naturais, minha ‘casa’ contava ainda com um Jadugar pessoal, que significa “mágico habilidoso” em Dhivehi, língua local, uma espécie de assistente particular que cuidou da minha agenda a semana toda, sempre atento a reservas para jantares e demais tratamentos e experiências, como aula de culinária com ingredientes locais e mergulho no recife de corais, por exemplo.
Detalhe da banheira da Water Villa – Foto: Divulgação
Bem no meio da ilha está o Centro de Aprendizagem ou Areka, que oferece experiências e terapias restauradoras com especialistas em um complexo de spa com 39 salas de tratamentos. E ao redor, outros hotspots específicos que fui apresentado ao longo dos dias, como o Core, onde fiz crioterapia do corpo completo em uma câmara com temperatura a -70C, o que fez meu corpo (e os principais órgãos) ficarem em alerta durante as imersões de três minutos repetidas cinco vezes; e o Kaashi, que reserva espaços para atividades na água, como o watsu, que utiliza a água aquecida e uma variedade de alongamentos e movimentos para relaxar o corpo e a mente, tudo isso em um ambiente que te transporta para anos luz da sua própria realidade.
Entre um tratamento e outro, descobertas wellness vão ganhando forma, como as tradicionais pausas para um chá no centro de herbologia da ilha, onde uma equipe local prepara blends de acordo com suas necessidades diárias; ou distrações impactantes, como a sala circular com paredes revestidas de tijolos de sal do Himalaia rosa onde passei 45 minutos diariamente para inalar o ar rico em minerais que ajudou na minha respiração e clareza mental.
Vista aérea de uma das vilas particulares do resort – Foto: Divulgação
Sozinho no paraíso, tempo não faltou para encarar uma aula de mergulho no Marine & Land Sports ou relaxar em algum pedaço de praia isolada, sem wi-fi e em fuso horário completamente a meu favor.
Com foco total em uma limpeza mental e corporal, não foi difícil deixar os drinks de lado para mergulhar, literalmente, nas delícias preparadas pelos dois restaurantes da ilha: Mojo, para almoços frugais, sucos funcionais e outras frescurinhas, como a tentadora sobremesa Match Bliss, com chá verde e framboesa; e o Flow, onde começava os dias para o café da manhã com shots de elixires e probióticos e terminava com jantares criados a partir de três diferentes cozinhas – carnes, peixes e orgânicos; tudo muito fresco e autoral.
Matheus na piscina de borda infinita de seu bangalô – Foto: Divulgação
Quando já parecia ter me desligado completamente do mundo exterior, um efeito Joali Being eu diria; sem me abalar pelas redes sociais ou similares, comendo bem e entrando em um mood slow que há muito não me permitia, era preciso fazer as malas e começar a me preparar para a longa jornada de volta, que encarei com sorriso no rosto, quase como um personagem da série “White Lotus”, só que com um toque wellness e menos drama.
O post Joali Being: primeiro resort com foco wellness das Maldivas apareceu primeiro em Harper’s Bazaar » Moda, beleza e estilo de vida em um só site.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Lifestyle

Natural ou normal?!FreePik Quando nascemos, temos uma total aceitação do que somos… aos poucos, vamos tomando contato com impressões do meio externo sobre nós…...

Gastronomia

Conheça fatos interessantes e curiosidades sobre a pipoca, esse alimento tão amado por todos na hora de um cineminha

Moda

Especialista explica como incorporar o brilho nos seus looks do dia a dia e transformá-los em produções fashion

Lifestyle

Lixão do Atacama recebe primeiro desfile de moda para alertar sobre descarte incorreto de roupasMaurício Nahas A iniciativa faz alusão ao que o universo...