Mulheres sofrem mais com ansiedade e depressão, alertam especialistasFoto: Reprodução/Freepik A campanha foi desenvolvida especialmente para o mês de janeiro, período que acompanha grande pressão e é carregado de expectativas e objetivos para o resto do ano. Por isso, o mês representa uma “página em branco”, onde se traçam novas metas para uma melhor qualidade de vida.“A população em geral independente do sexo ficou mais suscetíveis às doenças emocionais e alterações de comportamentos provocados pelo próprio estresse do dia a dia, cobrança do mercado de trabalho e necessidade de manutenção de condições financeiras e estabilidade no mercado de trabalho”, continua. Leia mais…