fique ligada!

Hi, what are you looking for?

Ligada nas DicasLigada nas Dicas

Notícias

“Estou em negação”, brinca Karen Gillan sobre fim da trilogia “Guardiões da Galáxia”

“estou-em-negacao”,-brinca-karen-gillan-sobre-fim-da-trilogia-“guardioes-da-galaxia”

Foto: Reprodução/Instagram/@karengillan
Acompanhar todas as tramas, universos e brigas das produções da Marvel não é tarefa fácil, mas um momento aguardado pelos fãs deste cosmos chegou: a estreia de “Guardiões da Galáxia Vol. 3”, que encerra a trilogia que acompanha Peter Quill (Chris Pratt), Gamora (Zoë Saldaña), Groot (Vin Diesel), Rocket Raccoon (Bradley Cooper) e Nebulosa, interpretada por Karen Gillan.
Nove anos depois da estreia do primeiro filme da franquia, os atores se despedem da trama que os uniu (pelo menos por enquanto, já que nada é impossível para a Marvel). “Tem sido tão divertido trabalhar com todas essas pessoas, nos tornamos uma família”, conta Karen, que conversou com a Harper’s Bazaar por Zoom antes da chegada da produção aos cinemas.
O filme estreou no Brasil nesta sexta-feira (05.05), com uma boa recepção do público e elogios sobre o encerramento da história. “É meio triste pensar que não vamos mais nos encontrar a cada dois anos e fazer isso tudo de novo”, reflete a atriz.
Durante o papo, Karen Gillan contou mais sobre a caracterização da personagem – que levava cerca de quatro horas -, as camadas da história e dividiu quais são seus planos para o futuro. Leia a íntegra abaixo:
Harper’s Bazaar –  Como você está se sentindo ao se despedir de um personagem depois de mais de nove anos trabalhando com ele?
Karen Gillan – Estou em negação. Não vou me despedir. Quero dizer, é um sentimento estranho. Dividi a vida com esse personagem nos últimos dez anos – e foram anos de formação. Sinto que fui de uma pessoa ridícula que, aos 20 anos, ainda não é uma adulta, a uma adulta completamente crescida, neste espaço de tempo enquanto interpretava a Nébula. Ela esteve comigo por muitas coisas. É estranho pensar que isso está chegando ao fim. Especialmente, porque nós ficamos tão próximos em “Guardiões da Galáxia”, então é triste pensar que não vamos mais nos encontrar a cada dois anos e fazer tudo isso de novo. Estou, provavelmente, um pouco em negação agora.
Quais são as memórias e sentimentos que vai levar com você dessa experiência?
Tem sido tão divertido trabalhar com todas essas pessoas, nos tornamos uma família. Acho que conhecer todo mundo, em um nível mais profundo, foi encantador. Todos nos aproximamos, fiz alguns melhores amigos nesses anos. Diria que essas são as coisas que olho para trás com mais carinho. E apenas interpretar esse papel tem sido um sonho. Amei trabalhar nele, amei toda a psicologia que passei a entender de uma dinâmica familiar tóxica, em oposição a ser um filho exemplar… Todas essas coisas têm sido incríveis de aprender.
Karen Gillan, James Gunn e Chris Pratt no set de “Guardiões da Galáxia Vol. 3” – Foto: Divulgação
Pode nos contar um pouco do processo de caracterização? Como te ajudava a entrar em contato com a personagem?
A maquiagem é intensa, mas realmente me ajuda a interpretar a personagem, faz parte do meu processo. Acho que também me ajudou muito a parecer mais malvada do que amável. Tenho um rosto muito amigável, então a maquiagem me ajuda a ficar um pouco mais severa, sinto que precisava disso. E interpretar esse papel se tornou uma coisa natural. Assim que fico pronta, começo a me sentir como ela. Assim que decidimos a voz dela, os movimentos, falei “ok, entendo essa personagem agora”. Uma das coisas que sempre me fascinou e que me fez querer interpretar a Nébula desde o primeiro dia foi esse relacionamento com sua irmã e seu pai, é algo que é muito fascinante para mim. Tive a chance de ler todos esses estudos sobre como é ser o filho ignorada dentro de uma família, isso foi muito interessante.
Quais foram os principais desafios ao longo da trilogia?
Provavelmente a caracterização, para a maioria dos personagens. Não é algo do qual estou reclamando, porque sou muito grata. Se isso for necessário para fazer um bom papel, estou disposta a isso. Mas isso significa que precisava acordar muito cedo, as horas eram muito intensas. Pela manhã, para fazer toda a caracterização, demorava quatro horas. Uma hora para lidar com o cabelo, duas horas e meia para a maquiagem, e mais um tempo para colocar o figurino e tomar um café antes da gravação. Mas a equipe é muito bondosa com nosso cronograma, então isso fez com que seja mais administrável.
E como era remover tudo isso ao fim do dia?
A melhor sensação do mundo! (Risos) Valia a pena só por aquele momento. E eles tiram tudo tão rápido, porque descascam a maquiagem. Sentia que voltava a ser eu de novo.
Como foi a preparação da parte psicológica da Nébula? Porque as produções da Marvel são conhecidas por unir histórias de super-heróis e toda a questão emocional e psicológica.
Essa é a razão pela qual sou atriz. Eu amo todo o lado psicológico, ler várias coisas e tentar me colocar na posição das personagens, me conectar com coisas da minha vida que façam com que me sinta, não na mesma situação, mas com um sentimento similar. Isso é o que amo, não importa se é um sci-fi, uma trilogia, um filme alternativo, não importa o tipo da produção, ainda vou abordar esta perspectiva. E é por isso que acho que tantas pessoas se conectam com a personagem e outros personagens de “Guardiões”, levamos isso a sério e há tantas camadas dos personagens. Não há motivos para que eles não precisem ter tantas camadas, mesmo em um grande e divertido filme.
Como você se desvincula de uma personagem ao fim de um projeto?
Com essa personagem, sinto como se fosse natural. Porque estou interpretando-a há uma década, consigo ligá-la e desligá-la muito facilmente. Acho que se não tivesse tão confortável em um papel, tentaria, mesmo que inconscientemente, ficar nele, como se ficasse praticando a história em minha vida real e não errasse quando estivesse realmente filmando. Mas, com essa personagem, não preciso fazer isso, porque a interpreto há tanto tempo, então assim que escuto “corta”, ela quase se esvai de mim – não de uma forma assustadora (risos).
É o filme mais longo da trilogia, com 2h29. Como foi a gravação?
Não sabia disso! Não levou muito mais tempo do que os outros. Gravamos por seis meses e, normalmente, levamos pelo menos cinco meses. Mas é como um capítulo final, então precisávamos de mais tempo para fechar a história.
Você teve outros personagens em sua carreira que ficou interpretando por alguns anos. Como se sente vivendo essas personalidades por longos períodos?
Sempre aprecio ter mais tempo com personagens, porque quando você está em um filme, só tem cerca de duas horas para contar toda a história. Mas, por sorte, com alguns de meus personagens, tive mais tempo com eles, o que é ótimo, porque quero que eles tenham arcos emocionais grandes e incríveis e quero que o público faça uma jornada com eles, vejam como é essa evolução.
Quais são os planos para o futuro?
Acabei de finalizar um thriller chamado “Sleeping Dogs”, com Russell Crowe. Nunca tinha feito algo do tipo, então foi muito divertido e amei a personagem. Fiz uma escolha ousada para ela, então vamos ver como será o resultado final. Além disso, tenho alguns projetos que não posso falar ainda, mas que estou muito animada. Gostaria muito de interpretar uma serial killer no futuro.
E se tivesse que interpretar outro personagem de “Guardiões da Galáxia”?
Ai meu Deus, preciso pensar. Lembro de James [Gunn, roteirista da trilogia] dizendo que seria engraçado se eu e Pom [Klementieff, que interpreta Mantis] trocássemos de papel, porque ela é ótima em todas as coisas que preciso fazer quando interpreto Nébula – diferente de mim (risos).
O post “Estou em negação”, brinca Karen Gillan sobre fim da trilogia “Guardiões da Galáxia” apareceu primeiro em Harper’s Bazaar » Moda, beleza e estilo de vida em um só site.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Lifestyle

Natural ou normal?!FreePik Quando nascemos, temos uma total aceitação do que somos… aos poucos, vamos tomando contato com impressões do meio externo sobre nós…...

Gastronomia

Conheça fatos interessantes e curiosidades sobre a pipoca, esse alimento tão amado por todos na hora de um cineminha

Moda

Especialista explica como incorporar o brilho nos seus looks do dia a dia e transformá-los em produções fashion

Lifestyle

Lixão do Atacama recebe primeiro desfile de moda para alertar sobre descarte incorreto de roupasMaurício Nahas A iniciativa faz alusão ao que o universo...