fique ligada!

Hi, what are you looking for?

Ligada nas DicasLigada nas Dicas

Notícias

Bárbara Paz revisita sua história e abre primeira individual, em São Paulo

barbara-paz-revisita-sua-historia-e-abre-primeira-individual,-em-sao-paulo

Mostra segue em cartaz até 17 de junho, na capital paulista (Foto: Divulgação)
Bárbara Paz revisita sua própria história e exibe objetos que cortaram seu corpo na mostra Auto-Acusação, na Galeria Fonte, em São Paulo. A artista usa seu corpo e seu rosto para testar os limites físicos e mentais, utilizando os mesmos materiais que a reconstruíram e recortaram, tais como ponto de sutura, cabelo e vidro. A exposição – com uma analogia às feridas de todos nós – abre neste sábado (20.05) e segue em cartaz até 17 de junho. São instalações, fotografias, vídeos e palavras expostas em sua primeira individual. Os cortes em questão remetem ao acidente que a atriz, diretora e produtora sofreu aos 17 anos, em 25 de dezembro de 199, quando saia de uma festa e o carro em que estava ao lado de duas amigas colidiu contra a pilastra de um prédio.
Na ocasião, Bárbara quase perdeu o maxilar e teve que passar por algumas cirurgias – mas marcas ficaram. O medo, dor e trauma são encarados com coragem e servem de força-motriz para a exibição, pois relembra o terrível episódio, que marcou sua vida e sua carreira. “Uma fenda de pele atravessou seu eu. Sua cicatriz a fez mergulhar na imperfeição. (Foram) 434 pontos na tentativa de se esconder do espelho e do outro. Durante anos evitou o mais bonito em sua pele. Durante anos, sua verdade se mascarou”, resume o texto curatorial de Cassiana Der Haroutiounian.
Foto: Divulgação
E segue: “Enquanto transmuta, suas memórias se ativam. De outros mundos, com outras criaturas. Enquanto sangra, suas memórias se prolongam. Enquanto rasga, escorre pó de vidro por sua corrente sanguínea. Um vestígio de pele na própria pele. Narrativas sobre um corpo. Rasgos que se multiplicam, se transformam, se proliferam e voltam a rasgar”. Para a ela, um fio segurou suas metades. “Um nervo manteve minhas partes. Decidi não tirar essa marca. Quem sou eu? Fiquei com medo de mim sem ela. Um vaso quebrado”, conta.
“Têm as cicatrizes que rasgam, que expõem pedaços obscuros do que foi. Atravessam as múltiplas camadas de pele e nos deixam em carne viva. Mesmo em forma de cicatriz continuam jorrando história. Continuam escancarando um passado. Uma cicatriz é sempre um passado e um presente. Mesmo que ainda pulse internamente, foi e é. Carregamos junto da gente. A paisagem carrega junto dela. Cada uma tem seu começo, meio e fim”, finaliza Cassiana.
Depois de revisitar a história do marido, o cineasta argentino Héctor Babenco (morto em 2016), no livro Mr.Babenco – Solilóquio a dois sem um (memórias e poemas de Hector Babenco, de 2018) e no premiado documentário Babenco, Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou (2020), é a primeira vez que ela conta sua trajetória, tendo as artes plásticas como plataforma. A inspiração sobre o nome da montagem vem da peça homônima do dramaturgo austríaco Peter Handke.
Foto: Divulgação

Serviço
Auto-Acusação
Primeira individual da Bárbara Paz
Galeria Fonte (Rua Mourato Coelho, 751, Pinheiros – São Paulo)
Visitação até o dia 17 de junho. De qui. a sáb., das 14h às 20h
O post Bárbara Paz revisita sua história e abre primeira individual, em São Paulo apareceu primeiro em Harper’s Bazaar » Moda, beleza e estilo de vida em um só site.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Lifestyle

Natural ou normal?!FreePik Quando nascemos, temos uma total aceitação do que somos… aos poucos, vamos tomando contato com impressões do meio externo sobre nós…...

Gastronomia

Conheça fatos interessantes e curiosidades sobre a pipoca, esse alimento tão amado por todos na hora de um cineminha

Moda

Especialista explica como incorporar o brilho nos seus looks do dia a dia e transformá-los em produções fashion

Lifestyle

Lixão do Atacama recebe primeiro desfile de moda para alertar sobre descarte incorreto de roupasMaurício Nahas A iniciativa faz alusão ao que o universo...