Foto: Divulgação
Para o verão 2023 da Dior, Maria Grazia Chiuri se inspirou na transgressão de Josephine Baker, artista afro-americana que se mudou para Paris anos 1920, misturando culturas e experiências em vibrantes apresentações no universo do cabaré.
A evolução na carreira da cantora e dançarina fica clara na construção das peças, que une a sensualidade despojada do cetim, o movimento glamoroso das franjas metalizadas e a elegância dos casacos de veludo – ou seja, dos camarins ao palco do Carnegie Hall.
Mas os visuais vão além dos momentos de performance de Josephine. Maria Grazia estudou imagens de momentos mais casuais da artista, como em restaurantes, vestindo ternos e o uniforme que usava durante a Segunda Guerra Mundial, quando Josephine se aliou à Resistência Francesa. Por isso, vestidos bordados com ares Deco dividem a passarela com lingeries, casacos pesados e modelos de gala.
Elemento aguardado dos desfiles da marca, o cenário foi criado por Mickalene Thomas e homenageia mulheres negras que quebraram barreiras raciais, como a própria Josephine.
Veja alguns looks na galeria:

O post Alta-costura: Dior se inspira em Josephine Baker para verão 2023 apareceu primeiro em Harper’s Bazaar » Moda, beleza e estilo de vida em um só site.